Copywriting: 7 Dicas para fazer uso dessa Técnica em 2022 

Copywriting  é qualquer material de marketing destinado a persuadir ou mover um cliente em potencial.

Este material pode incluir catálogos, blogs, outdoors, anúncios em jornais, cartas de vendas, e-mails, anúncios nativos e ppc, roteiros de comerciais no rádio ou TV, comunicados à imprensa, páginas de investidores e relações públicas e muito mais.

Copywriting é a maneira com que as empresas podem convencer os seus clientes e clientes em potencial de adquirir seus produtos e/ou serviços.

Copywriting: 7 Dicas para fazer uso dessa Técnica em 2022

O que é copywriting?

Em geral, é a escrita que promove uma pessoa, oportunidade, ideia ou opinião. Já que estamos discutindo sites, vamos apenas assumir que a escrita estará em um site e é aí que entra o SEO.

Definitivamente, existem outros meios que fazem uso de direitos autorais e redatores – anúncios de televisão, comerciais de rádio, outdoors, anúncios em ônibus, anúncios em jornais, anúncios em revistas, etc.

Foi especialmente concebido para persuadir, motivar um ouvinte ou, no caso de um site da Web, um leitor a agir.

Essa etapa pode ser qualquer coisa, desde a compra de um produto até a assinatura de uma newsletter, desde a amostragem de um produto até a participação em uma pesquisa ou votação.

A propósito, você também pode fazer uso de direitos autorais para persuadir um leitor a não fazer algo ou a não confiar em algo.

Que tipos de materiais fazem uso do copywriting?

Texto do corpo, manchetes, slogans, letras de jingle, scripts, legendas, comunicados de imprensa, pesquisas e conteúdo da Internet (website).

É uma lista bem extensa, não é? E é apenas a ponta do iceberg também.

Não se esqueça de que também existem anúncios impressos, catálogos de pedidos por correspondência, brochuras, cartões postais, cartões comemorativos, etc.

Redação é uma excelente linha de trabalho se você for bom nisso, pois sempre haverá trabalho.

Quando usado em sites, copywriting geralmente se refere ao método ou estilo de redação e redação do conteúdo que é direcionado para alcançar classificações mais altas nos mecanismos de busca.

Na verdade, isso é conhecido como “escrita de conteúdo”, que significa o posicionamento adequado e a repetição de palavras-chave e frases-chave em um site.

Em algum momento, escrever conteúdo para sites servia como meio de obter melhores classificações porque a escrita era voltada para algoritmos de mecanismo de busca.

Isso não é mais o caso e a escrita é agora mais voltada para visitantes humanos e mecanismos de pesquisa.

Outra forma de copywriting pode ser colocar muito conteúdo em blogs de outras pessoas.

Na verdade, você pode pagar para ter seu produto promovido em diferentes blogs por uma determinada taxa.

Você pode não ter que escolher a cópia relacionada ao seu link, mas pode ser uma menção direta em um blog que pode ter centenas, ou até milhares, de leitores.

O truque com esse tipo de escrita é produzir uma cópia / conteúdo fluente e legível, escrito com base na otimização do mecanismo de pesquisa.

Saiba mais: Email Marketing: Aprenda O Que é e Como Funciona Hoje 

7 Dicas para fazer copywriting  da maneira certa

Copywriting: 7 Dicas para fazer uso dessa Técnica em 2022

  1. Identificar as necessidades do público

Seu público-alvo tem perguntas específicas e busca uma solução para seus pontos fracos. Quer você venda tênis de corrida ou itens de decoração, as pessoas procuram seus produtos e serviços para melhorar suas vidas.

Os clientes em potencial recorrem ao Google, às redes sociais e a outros conteúdos online para encontrar as respostas de que precisam e compram produtos ou serviços online para resolver seus problemas.

A única maneira de criar um conteúdo que seja memorável é pensando no seu público-alvo, fazendo perguntas específicas como:

  • Quais problemas e pontos fracos os clientes em potencial têm?
  • Por que as pessoas procuram seu produto ou serviço?
  • O que os clientes em potencial usaram no passado?
  • Como você pode posicionar os benefícios do seu serviço e produto?

Reserve um tempo para refletir sobre as perguntas acima e anote suas respostas. Essas respostas irão reduzir a quantidade de tempo e complicações necessárias para produzir um ótimo conteúdo para seu público-alvo.

Uma boa redação requer um pensamento claro e uma linguagem simples que conecte seus leitores e os mova a se envolverem com sua empresa.

Depois de entender as necessidades básicas de seus clientes, você pode começar a descobrir os tipos de conteúdo que sua empresa precisa com base na intenção dos clientes em potencial.

  1. Pesquisa de palavras-chave

O Google deseja fornecer conteúdo relevante com base em consultas de pesquisa que seus clientes usam para encontrar respostas e soluções para seus pontos fracos.

Palavras-chave são a forma como os clientes interagem com o Google, então você precisa criar um ótimo conteúdo em torno dos termos de seus clientes para ser encontrado online.

Você pode seguir um processo de 4 etapas para encontrar os termos corretos a serem usados nas postagens do seu blog e nas landing pages:

Identificar a intenção do usuário: o conteúdo relevante é baseado na intenção dos pesquisadores.

Compreenda o que as pessoas procuram, como procuram e porque procuram as suas soluções.

Palavras-chave relevantes em todo o seu conteúdo indicam ao Google que você é um especialista, o que melhora sua visibilidade online.

Volume de palavras-chave: algumas consultas de pesquisa são usadas mais do que outras consultas de pesquisa, e o volume de palavras-chave dá uma ideia geral sobre a popularidade de um termo específico.

Um bom conteúdo leva muito tempo e energia para ser criado, então você precisa se concentrar em palavras-chave que atendam a um limite mínimo.

Competição de palavras-chave: a competição de palavras-chave é uma métrica que informa a dificuldade estimada de classificação para aquela palavra-chave.

Palavras-chave com alto índice de dificuldade exigirão muito mais trabalho, tempo e recursos para classificação do que palavras-chave com dificuldade menor.

Tente se concentrar em palavras-chave com uma proporção relativamente baixa entre dificuldade e alto volume de palavras-chave.

Valor da palavra-chave: seus clientes usam palavras-chave diferentes para encontrar informações online.

Algumas palavras-chave indicam que o pesquisador está mais próximo da decisão de compra e esses tipos de palavras-chave são mais valiosas do que as palavras-chave usadas anteriormente na jornada do cliente.

Incorporar palavras-chave em seu conteúdo é uma habilidade de redação essencial para desenvolver um ótimo conteúdo para seu site.

  1. Compreender a intenção do usuário

Palavras-chave são cruciais para copywriting para o Google e seus leitores humanos. Por um lado, o Google deseja entregar o melhor conteúdo possível para que eles correspondam intimamente ao conteúdo com a intenção da palavra-chave.

Por outro lado, as pessoas usam tipos específicos de palavras quando procuram respostas e soluções online.

Como as palavras-chave estão na interseção entre o que o Google usa para mostrar conteúdo e o que seus clientes usam para pesquisar no Google, você precisa produzir conteúdo para diferentes intenções do usuário.

Os três tipos amplos de intenção do usuário são:

Informativo: os pesquisadores online usam consultas amplas para procurar informações gerais sobre um tópico.

A melhor maneira de direcionar essas pesquisas é desenvolver conteúdo educacional para ajudar os leitores a definir suas perguntas e esclarecer seus problemas.

Navegação: depois que as pessoas passam do estágio informacional, elas começam a comparar diferentes produtos / serviços para atender às suas necessidades.

É melhor se concentrar no nome da sua marca, gráficos de comparação e avaliações para captar a atenção dos leitores nesta fase.

Transacional: nesse estágio, os pesquisadores entendem seu problema e têm uma lista de soluções potenciais.

Você pode criar conteúdo persuasivo como páginas de perguntas frequentes, depoimentos e estudos de caso para solidificar seu relacionamento e solidificar a venda.

Se você deseja ser encontrado e gerar leads, precisará considerar a intenção de seus clientes. Isso não apenas refina sua mensagem, mas a intenção do usuário também é essencial para tornar as palavras-chave contextualmente relevantes para sua empresa e leitores.

  1. Conteúdo extenso

A contagem de palavras e o comprimento do conteúdo são argumentos muito contestados entre os redatores.

Embora não haja um comprimento ideal para postagens de blog, landing pages ou outras páginas da web, você pode apostar em sua classificação do Google que o conteúdo de formato longo é o caminho a percorrer.

Embora o Google tenha declarado que não usa explicitamente a contagem de palavras como um fator de classificação, isso não significa que você deve abandonar o conteúdo de formato longo como um todo.

Independentemente do impacto direto do comprimento do conteúdo nos resultados da pesquisa, você pode ter certeza de que o conteúdo de formato longo oferece benefícios de SEO específicos em comparação com seu equivalente mais curto.

Aqui estão algumas dicas de direitos autorais para ajudá-lo a escolher a contagem de palavras certa para suas necessidades:

Definir contagem mínima de palavras: estudos recentes mostram que a maioria das postagens de blog na primeira página do Google tem em média 1.890 palavras.

Tente usar pelo menos 1.000 palavras para postagens de blog e páginas de serviço. 1.000 palavras são o ponto ideal porque fornece espaço suficiente para inserir palavras-chave naturalmente, ao mesmo tempo que pinta um quadro completo para o seu público.

Considere o canal: sua contagem de palavras irá variar de acordo com onde você está publicando o conteúdo.

Uma postagem de 1.000 palavras no blog faz sentido, mas uma postagem de 1.000 palavras no Facebook pode não ser uma boa ideia.

Extensão de atenção: seus clientes estão ocupados, então você deve escolher uma contagem de palavras que faça sentido para seu público-alvo e o canal em que você vai publicar.

O conteúdo de formato longo é ótimo porque pode ajudá-lo a se classificar, mas se você precisar ajustar sua estratégia com base em onde você está publicando e para quem está publicando o conteúdo.

Sua competição: dê uma olhada nos resultados da pesquisa para uma determinada palavra-chave.

Que tipo de conteúdo o Google está mostrando nas SERPs e qual é a contagem média de palavras dos artigos concorrentes?

Pode haver uma oportunidade para você garantir classificações mais altas mergulhando em mais detalhes sobre diferentes tópicos de um assunto relacionado.

O conteúdo de formato longo fornece uma tela gigante que você pode usar para escrever conteúdo.

Você precisará escrever um comprimento mínimo de cópia, já que uma cópia atraente que soa natural para seus leitores e contém palavras-chave para mecanismos de pesquisa.

  1. Pense em um ótimo título

Uma das partes mais difíceis do copywriting é como escolher o título certo. Seu título é a primeira coisa que as pessoas veem no Google, e um bom título pode fazer uma grande diferença na taxa de cliques e no engajamento em seu site.

Você pode ter as melhores habilidades de redação do mundo e escrever um bom texto para seus clientes, mas nada disso importa se ninguém clicar em seus artigos.

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a escrever ótimas manchetes para seus artigos:

Use números ímpares: os números ímpares, como 7 e 9, destacam-se nas listas habituais dos “10 principais”. Você pode se destacar da concorrência adicionando números às manchetes e, se usar um número ímpar, verá um desempenho aprimorado.

Use caracteres especiais: semelhante aos números, você pode usar caracteres especiais em seus títulos. Caracteres como colchetes, hífens e parênteses chamaram a atenção dos pesquisadores on-line e levarão a mais cliques.

Incluir perguntas: as perguntas geram curiosidade e agregam valor para o SEO. Você pode criar manchetes em torno de perguntas curtas para que as pessoas saibam o que estão procurando e ajudá-las a ler seu artigo.

Use palavras-chave: em uma etapa anterior, você identificou as palavras-chave que deseja usar em seu conteúdo. Integre uma ou duas dessas palavras-chave nas manchetes de seu blog para ser encontrado no Google.

Use palavras poderosas: suas manchetes precisam atrair a atenção dos leitores e você pode usar palavras poderosas para aumentar as taxas de cliques.

Uma redação excelente está baseada em alcançar as pessoas certas com a mensagem certa. A única maneira de fazer com que clientes em potencial se envolvam com seu conteúdo é fazer com que eles leiam postagens de blogs e outros conteúdos.

Você pode melhorar sua estratégia de marketing de conteúdo e desempenho geral de conteúdo, escolhendo um título excelente para cada postagem do blog!

  1. Crie conteúdo com um propósito

Os sites não classificam – as páginas da web e as postagens de blog são classificadas no Google.

Seus clientes potenciais são apresentados a uma página ou postagem de blog com base em sua consulta de pesquisa.

Como o Google classifica as páginas e postagens, você deve começar o processo de redação pensando sobre o propósito de cada página e um conjunto de palavras-chave que deseja usar nesse conteúdo.

Página inicial: sua página inicial é a página mais poderosa do seu site porque fica no topo do diretório e é a página com mais tráfego.

Você deve estruturar seu conteúdo da web na página inicial com a intenção de tirar as pessoas de sua página inicial e levá-lo para outras páginas de seu site.

Páginas de depoimentos: Mostre os excelentes produtos e serviços que você oferece com exemplos de clientes anteriores que amam você!

Independentemente do seu setor, seria melhor usar depoimentos e páginas de depoimentos para provar seu valor e construir um relacionamento com seu público.

Estudos de caso: certifique-se de escrever relatos detalhados de como você trabalhou com clientes anteriores.

Cada estudo de caso deve ter muitos detalhes para mostrar os problemas que os clientes têm e como você ajuda a atender a essa necessidade.

Postagens de blog: as postagens de blog são o conteúdo educacional usado para capturar mais tráfego nos mecanismos de pesquisa.

Certifique-se de fazer postagens no blog com foco em educação e não em vendas se quiser melhorar sua visibilidade online e construir um relacionamento com os clientes.

Tente não sobrepor palavras-chave ou objetivos em várias páginas, pois isso pode confundir o Google e prejudicar suas classificações de SEO.

Cada página do seu site tem uma finalidade, e você pode usar um conteúdo diferente para manter os clientes avançando na jornada do cliente e aumentar as vendas!

  1. Formato para SEO e pessoas

A formatação é uma das armas secretas para muitos redatores, porque o modo como o conteúdo do formato tem um impacto significativo em como as pessoas se envolvem com as palavras em uma página.

Você pode ter o melhor conteúdo do mundo, mas seus clientes (e mecanismos de pesquisa) irão rolar além do conteúdo se ele estiver empilhado em grandes blocos de texto.

Aqui estão algumas maneiras de formatar conteúdo em seu site para aumentar o engajamento do leitor e obter uma classificação mais elevada no Google:

Separe em seções: Ninguém gosta de ler grandes blocos de texto, então você deve quebrar seu conteúdo em seções menores.

Essas seções geralmente têm 250-400 palavras e usam tags de cabeçalho como H2, H3, etc. Essas seções podem ser usadas para enfatizar palavras-chave, tornando o conteúdo digitalizável e fácil de ler.

Escreva frases curtas: escreva frases curtas para garantir que seus leitores não se percam em frases longas. Frases mais longas tornam o conteúdo mais difícil de ler, então use frases curtas para manter a atenção do leitor.

Use parágrafos curtos: limite seus parágrafos a apenas 2-3 sentenças cada. Os navegadores colocam um espaço em branco entre os parágrafos e esse espaço em branco ajuda a guiar os olhos dos leitores e torna seu conteúdo mais atraente em comparação com um grande bloco de texto.

Use Bullet Points: Os Bullet Points facilitam a verificação rápida de diferentes conteúdos, como serviços, preços, benefícios e localizações.

Use marcadores em todo o seu conteúdo (especialmente nas primeiras linhas de uma postagem no blog) para resumir informações importantes.

Adicione imagens: tente espaçar as imagens nas postagens do seu blog para chamar a atenção dos leitores enquanto navegam pelo conteúdo.

Palavras em negrito:  citações em negrito mantém seus leitores engajados por períodos mais longos.

Palavras em negrito ajudam a direcionar os leitores para conceitos e ideias essenciais, mas certifiquem-se de não exagerar com o texto em negrito.

Uma boa redação requer pensamento claro e a habilidade de quebrar logicamente ideias complexas em partes menores que são fáceis de entender e consumir.

O modo como você formata o conteúdo em uma página tem um impacto significativo sobre como os leitores interagem com o seu conteúdo e como você se classifica nos mecanismos de busca.

Saiba mais: Neuromarketing: Descubra O Que é e Como Funciona Hoje 

Copywriting é uma das maneiras mais utilizadas pelas empresas para se destacar no mercado consumidor.

Seja por meio de comerciais, blogs ou gerenciando as redes sociais, o copywriting é uma das melhores ferramentas para aumentar o alcance de uma empresa.

Leia mais sobre SEO e marketing de conteúdo aqui no blog e fique sabendo como melhorar o seu copywriting!

Já pensou em crescer a sua empresa com marketing digital? 

Nossa Agência de Marketing Digital oferece planos de gerenciamento de redes sociais, não deixe de conferir a nossa tabela de preços gerenciamento de redes sociais e planos de redes sociais disponíveis.

Também possuímos planos específicos para gerenciamento de Instagram, com gestão de tráfego pago.

Somos uma agência de YouTube e consultoria, com especialista em YouTube e faremos a toda a gestão de canal YouTube

O gerenciamento de redes sociais e a gestão de canal do YouTube e produção de vídeos são a solução para quem busca utilizar o marketing digital para crescer!

Não deixe de clicar nos links para mais informações!

Chamar!
Precisa divulgar seu negócio ?
Estamos online.